DOAÇÕES E CAMPANHAS SOCIAIS SOMAR PARA DIMINUIR

DOAÇÕES E CAMPANHAS SOCIAIS SOMAR PARA DIMINUIR
A doação de alimentos é, talvez, uma das melhores ações sociais que podemos fazer em qualquer época do ano e a ASSOCIAÇÃO SOMAR PARA DIMINUIR tem o compromisso de não levar apenas mais um sopão para a população em situação de rua, e sim, uma forma de ajudar o próximo. A sua doação é sempre bem vinda. Esse ano teremos muitas novidades!! As instituições parceiras vão estar com suas barraquinhas. Durante o período de 21 de maio até 31 de agosto de 2017, estaremos realizando a CAMPANHA SOU SOLIDÁRIO, e com a ajuda de vocês, das redes sociais, estamos arrecadando doações. O que doar: agasalhos, cobertores, roupas para crianças, adolescentes, mulheres e homens, alimentos não perecíveis, brinquedos, cadeiras de rodas, material de limpeza e higiene pessoal, leite em pó, utensílios domésticos, que vai ajudar a proporcionar um benefício a algumas instituições parceiras do Projeto somar para diminuir, para mais de 150 famílias de pelo menos algumas instituições assistidas. Para contribuir é simples! POSTO AUTORIZADO: IEQ VÍTOR ALVES - Rua Vítor Alves, 414 - Campo Grande - RJ INFORMAÇÕES: ZAP 21 99943 9537 PÁGINA OFICIAL: https://www.facebook.com/associacaosomarparadiminuir/

domingo, 14 de abril de 2013

TRANSPORTE RÁPIDO DE ÔNIBUS TEM CAUSADO TRANSTORNO A POPULAÇÃO CARIOCA NA LINHA BRT NA ZONA OESTE


Dizer que a viagem do BRT Carioca da Zona Oeste a Barra da Tijuca é fácil, diria que não, mas rápido ele é, somente quando estamos viajando nele (BRT), pois os alimentadores estão atrasando, e o ônibus que sai da Rodoviária de Campo Grande demora muito para atender a demanda de passageiros nos horários de picos, e falando também sobre os ônibus que saem do Rio da Prata em Campo Grande, ao qual pertencem ao consórcio Rio ônibus e a transportadora Andorinha, estão em estados péssimos e em deteriorando, atrasando sempre mesmo quando menos esperamos, vem três a quatro vans, e depois aparece um ônibus e os pontos ficam lotados, pois a maioria dos passageiros tem é o cartão Redecard. Ninguém nega a eficiência do Transporte Rápido de ônibus-BRT Transoeste ligando os bairros de Santa Cruz na Zona Oeste a Barra da Tijuca, sendo que em Campo Grande o fluxo é maior que os outros bairros, não têm o BRT funcionando, as estações ficaram a mercê de mendigos, vagabundos e pessoas que dormem lá dentro, pois é uma bagunça a Rodoviária de Campo Grande, as autoridades deveriam olhar com mais carinho para os passageiros e pessoas que vão e veem e passam pela rodoviária a todos os momentos.

A qualidade dos serviços prestados pela concessionária que administra os transportes do Rio de Janeiro, na Zona Oeste, tem decepcionado passageiros que apostaram em que teríamos uma viagem bem menos angustiante e mais tranquila. Faltam funcionários em algumas estações, e um dia desses as máquinas que fazem recargas de cartão estavam em manutenção, em pleno horário de fluxo de passageiros, e é um absurdo quando pegamos uma condução e soltamos no Mato Alto, quando vamos pegar o BRT rumo a Rodoviária da Alvorada, é um absurdo você fica mais de 15 a 25 minutos esperando pegar a condução, pois todos os ônibus do BRT veem superlotados, e dessa estação milhares de passageiros ficam esperando uma condução eficiente e não as tem.
Tenho viajado em direção também a Estação do Magarça do BRT e constatei vários transtornos como os ocorridos na estação de Mato Alto, em que quando conseguimos apanhar um veículo (Ônibus BRT), temos que empurrar as pessoas para poder entrar nesses veículos que deveriam ser de fácil acesso a todos, está pior que viajar de trem, sendo que para a Barra da Tijuca, tínhamos a facilidade dos ônibus até a Alvorada ou ao largo da Barra da Tijuca e chegando no horário de trabalho. Vejo idosos e pessoas com deficiências tendo dificuldades, e quando estamos embarcando vindo em direção aos nossos lares, continua tudo de novo, é imprevisível saber se somos bem servidos ou não pela concessionária do BRT e também pela Secretária de transporte do Rio de Janeiro, estamos a sofrer com essa situação. O Secretário de transporte do Rio, um dia relatou que o sistema é ótimo, elogiando o sistema e marcou as expectativas.
De quem foi essas expectativas do bolso dos patrões ou dos empregados?
Falhas, sucessos e problemas podem conviver sempre juntos, fazendo funcionar tudo numa boa?
Esta é a minha indignação por ser um usuário de um transporte BRT e seus alimentadores BRT que não funciona conforme determina as leis de nosso Município do Rio de Janeiro. Cadê nossos Vereadores da Zona Oeste que não dizem nada e não fazem nada e nossos representantes na ALERJ da Zona Oeste, que esta mais uma vez abandonada e a mercê de situações que poderíamos dizer SEM FICHA LIMPA nos Transportes Carioca.

Graciano Caseiro – Locutor e ProdutorCultural



Nenhum comentário:

Postar um comentário